O aumento da população em situação de rua no Brasil

07 de julho

PROPOSTA 11         07/07/2019

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO

1.Seu texto deve ser escrito na modalidade culta da língua portuguesa e à tinta em até 30 linhas.

2.Serão desconsideradas as linhas copiadas dos textos motivadores.

3.Receberá nota zero a redação que se enquadrar nas seguintes características:

3.1.tiver até 7 (sete) linhas escritas;

3.2.fugir ao tema ou não for do tipo dissertativo-argumentativo;

3.3.apresentar parte do texto deliberadamente desconectada da proposta temática.

TEXTOS MOTIVADORES

Texto I

População em situação de rua

Um dos reflexos do intenso processo de exclusão social é a população em situação de rua que, em decorrência da ocupação do solo urbano estar baseada na lógica capitalista de apropriação privada do espaço mediante o pagamento do valor da terra, não dispõe de renda suficiente para conseguir espaços adequados para a habitação e, sem alternativas, utiliza as ruas da cidade como moradia.

Conforme definição da Secretaria Nacional de Assistência Social, a população em situação de rua se caracteriza por ser um grupo populacional heterogêneo, composto por pessoas com diferentes realidades, mas que têm em comum a condição de pobreza absoluta, vínculos interrompidos ou fragilizados e falta de habitação convencional regular, sendo compelidas a utilizar a rua como espaço de moradia e sustento, por caráter temporário ou de forma permanente.
Entre os principais fatores que podem levar as pessoas a irem morar nas ruas estão: ausência de vínculos familiares, perda de algum ente querido, desemprego, violência, perda da autoestima, alcoolismo, uso de drogas e doença mental.

Embora grande parte dos estudos sobre esse tipo de população tenha sido realizada no século XX, há registros de sua existência desde o século XIV. Portanto, a população em situação de rua não teve a devida atenção nos séculos anteriores, e sua abordagem pode ter sido impulsionada pelo aumento de seu contingente, visto que a cada ano mais indivíduos utilizam as ruas como moradia.

Disponível em: https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/populacao-situacao-rua.htm/acesso em 01/04/2019 às 19:36.

Texto II

Brasil tem mais de 100 mil pessoas em situação de rua, aponta IPEA

Números mais recentes são de 2015. Com a crise e o aumento do desemprego, os índices podem ser maiores

Por Caio Lencioni

Elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o ‘Texto para Discussão Estimativa da População em Situação de Rua no Brasil’ aponta que, em 2015, o país tinha 101.854 pessoas em situação de rua.

Só na cidade de São Paulo, um estudo da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) contabilizou 15.905 pessoas em situação de rua no ano de 2015.

Com o aumento do desemprego, que atinge atualmente 13,7 milhões de brasileiros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e com a crise do país, é possível que o número de pessoas em situação de rua em São Paulo e em outras cidades já seja bem maior.

Além disso, situações como a queda do edifício Wilton Paes de Almeida, onde havia uma ocupação, mostram a urgência de se debater o déficit habitacional da cidade de São Paulo.

Quando o único teto é uma barraca

Victor Vieira de Araújo Arguelho vive numa barraca com a esposa, os dois filhos e o irmão, no centro de São Paulo. O irmão de Victor diz que, na maioria das vezes, os cinco dormem no mesmo colchão. “Estamos precisando de uma barraca maior, ou até mesmo mais uma barraca para eu e o filho dele dormirmos. Assim, ele e a esposa dormem mais sossegados”.

Um estudo realizado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) aponta que 71% da população em situação de rua paulistana é composta por migrantes, vindos do interior de São Paulo ou de outros estados.

O fato é que Victor não conseguiu melhores condições de vida. Depois de morar embaixo do viaduto Tiradentes e em sete ocupações, resolveu ir com a família para a região próxima ao Theatro Municipal. “Viver em ocupação é difícil. Nesta última em que estávamos morando, eu fiquei sabendo que eles iriam nos despejar. O jeito foi voltar para a rua”.

Na rua, além da carência de recursos, a família enfrenta um problema comum às pessoas em situação de rua: a exclusão social. “Sabe como eu me sinto aqui? É como se fosse um zoológico: as pessoas passam, tiram fotos, dão comida. Acho que todos vendo a minha situação e da minha família poderiam ter mais respeito”, desabafa Victor.

Disponível em: https://observatorio3setor.org.br/carrossel/brasil-100-mil-pessoas-em-situacao-de-rua/acesso em 01/04/2019 às 19:31.

Texto III

Disponível em: https://www.google.com/search?q=grafico+de+moradores+em+situa%C3%A7%C3%A3o+de+rua+no+brasil+2018&rlz=1C1SQJL_pt-BRBR775BR775&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjs0vjp-6_hAhVDA9QKHeyoBkIQ_AUIDigB&biw=1680&bih=890#imgdii=ku4eskA-5NMpsM:&imgrc=jDFhMHLclv0IIM:/acesso em 01/04/2019 às 19:45.

PROPOSTA DE REDAÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “O aumento da população em situação de rua no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.