Caminhos para combater os transtornos mentais na infância e adolescência

26 de maio

PROPOSTA 05        26/05/2019

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO

1.Seu texto deve ser escrito na modalidade culta da língua portuguesa e à tinta em até 30 linhas.

2.Serão desconsideradas as linhas copiadas dos textos motivadores.

3.Receberá nota zero a redação que se enquadrar nas seguintes características:

3.1.tiver até 7 (sete) linhas escritas;

3.2.fugir ao tema ou não for do tipo dissertativo-argumentativo;

3.3.apresentar parte do texto deliberadamente desconectada da proposta temática.

TEXTOS MOTIVADORES

Texto I

Visão geral dos transtornos mentais em crianças e adolescentes

Por Josephine Elia, MD, Professor of Psychiatry and Human Behavior, Professor of Pediatrics, Sidney Kimmel Medical College of Thomas Jefferson University; Attending Physician, Nemours/A.I. duPont Hospital for Children

Embora, às vezes, se admita que a infância e a adolescência sejam períodos de despreocupação e bênçãos, cerca de 20% das crianças e adolescentes apresentam um ou mais distúrbios mentais diagnosticáveis. A maioria destes distúrbios pode ser vista como exageros ou distorções do comportamento e emoções normais.

Como os adultos, as crianças e os adolescentes têm temperamento variável. Alguns são tímidos e reticentes; outros são socialmente exuberantes. Alguns são metódicos e cautelosos; outros são impulsivos e descuidados. Pode-se notar se uma criança tem o comportamento típico de uma criança ou se tem um distúrbio pela presença de debilidades relacionadas com os sintomas. Por exemplo, uma menina de 12 anos pode estar receosa com a expectativa de apresentar um trabalho escolar para sua classe. Esse receio só pode ser visto como um transtorno de ansiedade social se seus medos são graves o bastante para causar aflição significativa.

Os distúrbios mentais mais comuns entre as crianças e os adolescentes são divididos nas seguintes categorias:

  • Distúrbios de ansiedade
  • Transtornos do humor
  • Transtornos comportamentais disruptivos (transtorno de déficit de atenção/hiperatividade [TDAH]).

Esquizofrenia e transtornos relacionados são bem menos comuns.

Entretanto, é frequente que crianças e adolescentes tenham sintomas e problemas que se interpõem e cruzam os limites diagnósticos. Por exemplo, 25% das crianças com TDAH também têm transtorno de ansiedade, e 25% atendem os critérios para transtorno de humor. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/pediatria/transtornos-mentais-em-crian%C3%A7as-e-adolescentes/vis%C3%A3o-geral-dos-transtornos-mentais-em-crian%C3%A7as-e-adolescentes/acesso em 30/01/2019 às 09:30

Texto II

Segundo o DSM-IV o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade possui uma característica essencial para ser identificado:

A característica essencial de Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção é um padrão persistente de falta de atenção e/ou impulsividade-hiperatividade, com uma intensidade que é mais frequente e grave que o observado habitualmente nos sujeitos com um nível semelhante de desenvolvimento”. (DSM-IV pág85).

Disponível em: https://monografias.brasilescola.uol.com.br/educacao/a-medicalizacao-infancia-vida-escolar-transtorno-deficit-atencao-hiperatividade.htm#capitulo_3/acesso em 30/01/2019 às 10:06.

Texto III

Disponível em: https://www.google.com/search?q=faixa+etaria+de+transtornos+mentais+em+infancia+e+adolescencia&rlz=1C1SQJL_pt-BRBR775BR775&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwig37DysJXgAhVMx1kKHW2RAEEQ_AUIECgD&biw=1680&bih=939#imgrc=_dCX9OnFAROD8M:/acesso em 30/01/2019 às 09:42.

PROPOSTA DE REDAÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema Caminhos para combater os transtornos mentais na infância e adolescência”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.