A violência no trânsito no Brasil

30 de junho

PROPOSTA 10        30/06/2019

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO

1.Seu texto deve ser escrito na modalidade culta da língua portuguesa e à tinta em até 30 linhas.

2.Serão desconsideradas as linhas copiadas dos textos motivadores.

3.Receberá nota zero a redação que se enquadrar nas seguintes características:

3.1.tiver até 7 (sete) linhas escritas;

3.2.fugir ao tema ou não for do tipo dissertativo-argumentativo;

3.3.apresentar parte do texto deliberadamente desconectada da proposta temática.

TEXTOS MOTIVADORES

Texto I

Uso do celular é 3ª maior causa de morte no trânsito; flagrantes aumentam

Em janeiro, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) autuou 3.363 motoristas por usarem o celular enquanto dirigem — uma média de 108 por dia. A infração, considerada gravíssima, causa até hoje um rebuliço na fiscalização porque não há equipamentos suficientes para um monitoramento mais efetivo e em larga escala. Segundo Hartmut Günther, pesquisador da Universidade de Brasília (UnB), o entendimento de ser vigiado a todo momento ainda é a medida mais eficaz no combate ao uso do celular ao volante. Mesmo com ocorrências subnotificadas, o Detran flagrou 196 motoristas acessando dispositivos eletrônicos enquanto dirigiam por dia em 2018.

Isso representa 71.459 multas no ano, número superior ao registrado em 2017, quando 70.863 autuações foram feitas. Desde dezembro de 2017, o departamento utiliza três drones para auxiliar na identificação dessa infração que, antes, só era flagrada por agentes nas ruas. “Temos algumas câmeras que fazem o monitoramento das vias, mas no sentido de ver a fluidez delas. Ainda não temos o sistema de fiscalização por vídeo para flagrar esses casos, como o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) tem, mas estamos iniciando um processo para trazer essa tecnologia para o DF”, conta Glauber Peixoto, agente e chefe da Assessoria de Comunicação do Detran.

Ainda segundo a Abramet _ Associação Brasileira de Medicina de Tráfego _ o tempo médio de resposta de mensagem de texto é de 20 a 23 segundos, enquanto se gasta de oito a nove segundos para atender a uma chamada telefônica. “Vimos um acidente, recentemente, em que o motorista sequer freou o carro quando colidiu com um caminhão. Se tivesse freado, a chance de sair vivo da batida teria sido muito maior”, reforça Glauber Peixoto, do Detran. Manusear o celular enquanto dirige é infração gravíssima, e a penalidade são 7 pontos na carteira e pagamento de multa no valor de R$ 293,47. Com o dinheiro arrecadado, o Detran-DF financia campanhas educativas para conscientizar o público a parar de telefonar ou de checar mensagens ao volante.

Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2019/02/24/interna_cidadesdf,739437/uso-do-celular-e-3-maior-causa-de-morte-no-transito-flagrantes-sobem.shtml/acesso em 20/03/2019 às 19:46.

Texto II

Empresário morre atropelado por ônibus em treino de ciclismo no Rio

O empresário Artur Vinícius Sales, de 43 anos, morreu na manhã desta terça-feira (19/03/2019), após ser atropelado por um ônibus da empresa Turismo Três Amigos, enquanto participava de um treino de ciclismo.

O acidente aconteceu na Barra da Tijuca, próximo ao Parque Olímpico, na Avenida Embaixador Abelardo Bueno, zona oeste do Rio de Janeiro.

Artur participava de um treino de ciclismo e estava acompanhado de outros 50 ciclistas da assessoria esportiva BV, da qual fazia parte há 4 anos.

Ele foi socorrido por equipes do Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge. No entanto, segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, chegou morto à unidade.

Artur deixa a esposa, a advogada Erika Palmer, grávida de três meses, e uma filha de três anos.

Roberto Vitorio, dono da assessoria esportiva, que acompanhava o treinamento e presenciou o ocorrido, disse que o pedal acontecia na via quando o ônibus, que queria parar no ponto fechou os ciclistas e atropelou o empresário.

“Ele ia parar no ponto e, ao invés de reduzir a velocidade, veio na pista tirando fina do nosso grupo, sem respeitar a lei que exige que, para ultrapassar um ciclista, o condutor esteja a 1,5 metro de distância. Se o motorista do ônibus tivesse esperado dez segundos para nós passarmos, esse acidente não teria acontecido” explicou Roberto.

Em uma nota, a empresa Turismo Três Amigos lamentou a morte do ciclista e disse que o motorista do ônibus permaneceu no local, acionou o socorro e aguardou a chegada da polícia.

“A empresa se solidariza com a família da vítima e está à disposição das autoridades para prestar as informações necessárias à investigação do caso”, diz o texto.

Disponível em: https://www.ativo.com/bike/noticias-vo2bike/empresario-atropelado-treinava-bicicleta/acesso em 20/03/2019 às 19:49

Texto III

Disponível em: https://www.google.com/search?q=grafico+da+viol%C3%AAnica+no+transito+no+brasil+2019&rlz=1C1SQJL_pt-BRBR775BR775&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjN26j95pHhAhW3IbkGHXzrBaUQ_AUIDygC&biw=1680&bih=939#imgrc=AQIkQ3X2bnE_xM:/acesso em 20/03/2019 às 20:03.

PROPOSTA DE REDAÇÃO

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “A violência no trânsito no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.